A Construção Da Convivência E Do Combate

18 May 2019 14:55
Tags

Back to list of posts

<h1>A Constru&ccedil;&atilde;o Da Conviv&ecirc;ncia E Do Combate</h1>

<p>As ruas alagadas do Jardim Pantanal, bairro &agrave;s margens do Tiet&ecirc;, marcaram a exist&ecirc;ncia de Matheus Cardoso. O jovem cresceu convivendo com os defeitos de uma comunidade que surgiu em &aacute;rea de transbordo do rio. Estudou engenharia e transformou a desejo de acudir seus vizinhos em um neg&oacute;cio social ao criar a Moradigna. A organiza&ccedil;&atilde;o reforma casas de pessoas de baixa renda a um gasto nanico.</p>

<p>“Minha hist&oacute;ria &eacute; muito parecida com a de outros brasileiros”, diz Cardoso. “Meus pais vieram da Bahia pra S&atilde;o Paulo no encerramento dos anos 1980 em procura de uma exist&ecirc;ncia melhor e foram parar numa comunidade que estava se formando na &eacute;poca, o Jardim Pantanal, pela zona leste de S&atilde;o Paulo.</p>

<p>Como tantas outras que surgem na cidade, era uma &aacute;rea inadequada e sem estrutura”. Conhe&ccedil;a Os Segredos Da Alvenaria Estrutural enchentes faziam fra&ccedil;&atilde;o do calend&aacute;rio do bairro. “Conviv&iacute;amos por meses com a &aacute;gua nas ruas e dentro das casas. Justi&ccedil;a Federal Manda Soltar Ex-presidente Lula pai ia trabalhar de chinelo, com a cal&ccedil;a dobrada e uma garrafa de &aacute;gua nas m&atilde;os.</p>

<p>No momento em que chegava em um ambiente seco, lavava os p&eacute;s e colocava o sapato. O pai estudou at&eacute; o segundo grau e trabalha com log&iacute;stica de obras, o que inspirou o filho, ainda garoto, a trabalhar no ramo da constru&ccedil;&atilde;o civil. A m&atilde;e completou o ensino fundamental e ap&oacute;s o div&oacute;rcio passou a trabalhar como empregada dom&eacute;stica para melhorar a renda da fam&iacute;lia. Estudar era uma indispensabilidade.</p>

<ul>

<li>Cozinha americana com &aacute;rea de servi&ccedil;o</li>

<li>Engradados virados para baixo e pendurados pela parede funcionam como verdadeiras prateleiras</li>

<li>Quando irei ganhar a restitui&ccedil;&atilde;o? zoom_out_map</li>

<li>Aposte em m&oacute;veis grandes e n&atilde;o abuse na quantidade</li>

a45a5c70e4dd49a956849518cf30d385.jpg

</ul>

<p>“Meus pais sempre nos incentivaram a entender. Era a janela de chance, a trajet&oacute;ria pra sair do Jardim Pantanal. E isto valeu pra mim e para os meus irm&atilde;os. A Moradigna surgiu n&atilde;o como um neg&oacute;cio inovador, a ideia &eacute; relativamente acess&iacute;vel: reformar casas insalubres, que sofrem com umidade e mofo, com planejamento. “Nossa proposta &eacute; a de definir problemas. Sabemos que uma reforma n&atilde;o planejada tem um gasto 40% superior no encerramento.</p>

<p>Passo nada ortodoxo, mas que deu certo. Vizinhos o contrataram para algumas obras e o projeto foi ganhando maneira de um neg&oacute;cio. “Decidi largar meu emprego pela Promon Engenharia para ser um empreendedor social. Cozinha Claro: Guia Completo Com Sugest&otilde;es E Ideias De Decora&ccedil;&atilde;o tinha exercido o sonho da minha m&atilde;e: me montei e trabalhava com carteira assinada. Ningu&eacute;m entendeu a minha decis&atilde;o no in&iacute;cio”.</p>

<p>Depois do impacto, m&atilde;o pela massa. A Moradigna passou do projeto para a organiza&ccedil;&atilde;o em 2015. Um neg&oacute;cio que faz reformas em casas pela zona leste de S&atilde;o Paulo, Guarulhos e Itaquaquecetuba. A m&atilde;o de obra contratada &eacute; ambiente pra fomentar a economia do bairro. Bem como conta com parceiros como grandes corpora&ccedil;&otilde;es do setor de constru&ccedil;&atilde;o China, Passou Ao Jap&atilde;o , um jeito de conseguir pre&ccedil;os mais baixos pela compra dos aparato.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License